domingo, 21 de junho de 2015

Como surgiu a festa junina, o nome, que países a comemoram e mais!

|| ||

     Já estamos em Junho, Julho está chegando, e como todo mundo sabe, essa é a época maravilhosa (de férias) de Festa Junina. E é sobre isso que é o post de hoje.
     Há duas versões de como surgiu o nome "festa junina". A primeira, e mais lógica, é que a festa é comemorada em junho, portanto, festa junina, uma festa comemorada no mês de junho. Já a segunda versão, é um pouco mais elaborada e histórica. A tradicional festa surgiu em países católicos da Europa como homenagem à São João. Na época, a festa era chamada de "Joanina".


Origem da festa e do nome

     Segundo historiadores, a festa foi trazida para o Brasil durante o período colonial.
     Cada costume da Festa Junina tem uma origem diferente. A quadrilha, por exemplo, foi influenciada pelas danças nobres, típicas da França. O costume de soltar fogos de artifício, veio da China, país onde surgiu a manipulação da pólvora para fabricar fogos de artifício. Já a dança de fitas, muito comum em alguns lugares do Brasil, Portugal e Espanha, teria vindo da Península Ibérica.
     Vale lembrar que com o passar dos anos os costumes, que atravessaram séculos, misturaram-se com os costumes que surgiram depois, e que variam de cada região.


Tradições

     Há tradições "fixas" (fogueira, que serve como centro para a dança da quadrilha, bandeirolas e balões que enfeitam e fazem o cenário) e tradições típicas de cada região. No Nordeste, por exemplo, ainda é muito comum a formação de grupos festeiros. Esses grupos saem andando e cantando pelas ruas da cidade, onde degustam comidas e bebidas deixadas nas janelas e portas, pelos próprios moradores.
     Já no Sudeste, o tradicional é a realização de quermesses (festas populares), realizadas por colégios, empresas e igrejas. Barraquinhas com comidas típicas e jogos são elementos indispensáveis! Além de, é claro, a quadrilha.
     Mulheres solteiras tem o seu espaço nas comemorações. Santo Antônio é o santo casamenteiro, então nesse período as mulheres solteiras, que querem casar-se, fazem suas simpatias para arranjar um pretendente. As simpatias são muitas e variam de acordo com o nível de interesse da candidata, idade e personalidade, mas a simpatia - que já é tradição - que não escapa nunca, é o "pãozinho de Santo Antônio". Essa tradição católica, que originalmente diz que o Pão Bento deve ser colocado junto com os outros mantimentos para que nunca o falte, foi, digamos que, adaptada, para as solteironas de plantão: aquela que quer arranjar um pretendente, deve comer o pão.


Países que a festa é comemorada

     França, Polônia, Rússia e Suécia.

Gostou do post, tem algo a acrescentar? Comente! Ficou curioso para saber como são as comemorações nesses países que citei? De uma olhadinha nessa reportagem http://diariodonordeste.verdesmares.com.br/suplementos/infantil/festas-juninas-em-outros-paises-1.134781

Nenhum comentário:

Postar um comentário