domingo, 2 de agosto de 2015

Diário de bordo: Buenos Aires -> Bariloche - dia 1

|| ||

18 de julho/2015


     Minhas primeiras impressões da Argentina foram muito boas. A maioria dos homens são muito bonitos - loiros, bochechas rosadas, homens com barba -, e pela primeira vez garotos de mais ou menos 16 anos chamaram minha atenção. Sempre me interesso por homens mesmo - 20 anos pra cima -, mas aqui os garotos da minha idade têm chamado bastante atenção. Eu pareço chamar bastante atenção também, já que todo lado que olho tem homens me olhando - os da minha idade nem me olharam. Esses são os melhores, nada que uma jogadinha de cabelo e um sorriso não resolvam. Depois é só fingir que não está nem aí que eles ficam todos assanhadinhos, jogando charme também.    
     Confesso que pensei que parece que esses homens nunca viram mulher, de tanto que encaram - mas ainda sim, é de forma bem mais discreta que os brasileiros.
     Logo que chegamos em Buenos Aires, na imigração, achei que o carinha da imigração - 20 e poucos anos, branquinho, corte de cabelo bem curto, como se ele fosse careca, só que ele tem cabelo, brinquinho e barba. GATO em - ficou de olho em mim. Fiquei olhando ele também, bem gato.
     Junto conosco aqui no avião tem um grupo de adolescentes que estão indo pela escola - eu acho - para Bariloche. Tem cada menino gato. Juro que fiquei impressionada com a qualidade e potencial da Argentina. Tive até vontade de vir passar 1 ano estudando no ensino médio aqui.

Nenhum comentário:

Postar um comentário