sábado, 31 de outubro de 2015

Olá, sou eu

|| ||

Olá, sou eu
Eu estava me perguntando se depois de todos esses anos
Você gostaria de encontrar, para falarmos sobre tudo
Eles dizem que o tempo deveria te curar
Mas eu não me curei nem um pouco

Olá, você pode me ouvir?
Estou na Califórnia, sonhando sobre quem costumávamos ser
Quando éramos mais jovens e livres
Eu esqueci como era antes do mundo cair aos nossos pés

Há uma diferença entre nós
E um milhão de milhas

Olá do outro lado do mundo
Eu devo ter ligado mil vezes para te falar
Me desculpe por tudo que eu fiz
Mas quando eu ligo parece que você nunca está em casa

Olá do outro lado da linha
Pelo menos eu posso dizer que eu tentei te dizer
Me desculpe por partir seu coração
Mas não importa, claramente isso não te machuca mais

Olá, como você vai?
É tão típico de mim falar sobre mim mesma
Me desculpe, espero que esteja bem
Você conseguiu sair daquela cidade
Onde nada nunca acontecia?

Não é segredo
Que nós dois estamos ficando sem tempo

Então, olá do outro lado do mundo
Eu devo ter ligado mil vezes para te falar
Me desculpe por tudo que eu fiz

- Adele

     É muito tarde para dizer que sinto sua falta? Depois que você partiu, pensei que tudo acabaria e eu não lembraria de você, demorou, mas eu estava certa, por anos eu realmente não lembrei de você, mas aí como um asteroide, uma foto sua me atingiu e meu mundo tremeu. 
     "Sempre shippei vocês", foi a mensagem da minha amiga.
     Meu coração bateu forte, meu corpo ficou tenso, minhas vistas embargaram e minha cabeça girou. 
     "Nunca mais", eu disse quando você partiu, mas como uma enxurrada, tudo veio à tona. 
     "Eu sinto sua falta", sussurrei para mim mesma. 
     "Eu nunca te esqueci", constatei.
     "Brigávamos muito, a distância for a melhor coisa", tentei lembrar dos motivos que me faziam não gostar de você.
     "Mas só ele me arranca tantos sorrisos sinceros", retruquei para mim mesma. Murchei de novo. Queria chorar.
     "Você já pensou que tudo poderia ser diferente se tivéssemos nos conhecido em outro momento?", perguntei olhando a foto, como se ele pudesse me ouvir. A essa altura eu já chorava.
     Tudo teria sido diferente.

| 31 de outubro de 2015 |

Nenhum comentário:

Postar um comentário