quinta-feira, 21 de julho de 2016

Especial os gatos da Copa: seleção estadunidense

|| ||

     Sem o que falar, vamos direto aos gatos de uma das seleções mais esperadas.


Matt Besler


     Matt Besler tem uma beleza que me deixou até tonta. Apesar de se aproximar da idade avançada no futebol (29 anos, nasceu em 11 de fevereiro de 1987), Besler ainda está em ótima forma, tanto que continua defendendo a Seleção Estadunidense e o Sporting Kansas City.
     Casado desde 2013 com Amanda Miller, o homão ainda não têm filhos. Felicidades ao casal e sucesso a Matt Besler <3


OBS. Twitter (https://twitter.com/mattbesler) e Instagram (https://www.instagram.com/mattbesler/).


Aron Johannsson



     Aron Johannsson veio para honrar nossa fantasia que americanos são brancos e loiros dos olhos azuis - o que está longe de ser a realidade, como a pesquisa que fiz sobre os jogadores americanos mostrou -.
     Nós, brasileiros (não sei no resto do mundo), temos a imagem que todos os americanos são bonitos e tem um único padrão: branco, loiro e olhos azuis; mas ao contrário do que imaginamos, essa não é a realidade - pasmem -. A prova disso é a Seleção Estadunidense, que só tem Aron Johannsson encaixando nesse padrão. A maioria dos jogadores são morenos, tem cabelo preto e cara de mexicanos/chilenos/peruanos.
     Johannsson é bonito, mas não é tudo isso.
     Mas saindo um pouco do texto crítico explicativo, vamos as informações básicas sobre Aron Johannson (eu sei que já falei o nome dele muitas vezes, desculpa).
     1m84cm de altura, 25 anos (10 de novembro de 1990), joga como atacante na Seleção Estadunidense e no Sportverein Werder Bremen e namora há quase 7 anos (dia 22 de agosto faz 7 anos) :(
     Novinho, ele ainda tem muita coisa para viver, profissionalmente falando, já que amorosamente seu coração já escolheu com quem quer viver.


OBS. Twitter (https://twitter.com/aronjo20) e Instagram (https://www.instagram.com/aronjo/).

E esse foi o post sobre a Seleção Estadunidense. Confesso que achei que seria um post recheado de fotos de jogadores, assim como foi a da Seleção Espanhola, mas não foi o que aconteceu. Fiquei muito surpresa com os jogadores Estadunidenses, por não atenderem ao padrão que comentei no post. Enfim, é bom para reavaliarmos nossos conceitos e pararmos de menosprezar os homens brasileiros, achando que os americanos que são os bonitos, porque claramente vimos que não é a verdade - para vocês terem noção, o post com os gatos da Seleção Brasileira teve muito mais gatos que esse post. Vamos ficar atentos ao que falamos e vamos valorizar o que é da nossa terra ao invés de maximizar o que vem de fora. É isso. Espero que tenham gostado do post. A próxima seleção que falarei é a francesa, depois a Seleção de Gana e Grécia, na sequência.
 Beijinhos
xx

Nenhum comentário:

Postar um comentário