quinta-feira, 16 de março de 2017

#DiárioDaFaculdade: Como é morar sozinho #MelhorPiorExperiência #5

|| ||

     Morar sozinho é chegar em casa e ver que sua bagunça está do mesmo jeito que você deixou, já que não tem ninguém para arrumar.
     Morar sozinho é descobrir que o apartamento, as roupas e as louças não se limpam sozinhos, e que  depois de limpos (espantem-se), eles não voltam sozinhos para o seu lugar, você tem que colocar cada coisa no lugar.
     Morar sozinho é chegar em casa super cansado, só querendo tomar um banho quente e dormir, mas não poder fazer isso porque ainda tem comida para fazer, já que não tem ninguém para preparar para você e pedir comida é muito caro.
     Morar sozinho é se abrir mais para as pessoas por causa da solidão —­ e é nesses momentos que as melhores coisas acontecem.
     Morar sozinho é dar mais chances para as coisas e para as pessoas.
     Morar sozinho é uma constate briga entre a alegria de poder fazer tudo o que você quiser, sem ter que dar satisfação para ninguém, e a tristeza de sentir falta de alguém para brigar pelo controle da televisão.
     Morar sozinho é aprender que todos queremos alguém para dividir as alegrias e as tristezas, as conquistas e as derrotas, a satisfação e o sofrimento.
     Morar sozinho é aprender que ninguém quer ficar sozinho para sempre.
     Morar sozinho é a melhor prova de esclarecimento, esclarecimento do que você realmente ama, esclarecimento das suas prioridades, esclarecimento sobre o mundo de uma forma geral. As vezes, o coração aperta de saudade, mas faz parte. Se você tiver a oportunidade, more sozinho, é uma experiência única que vai abrir muitas portas, além de abrir sua mente.

#MelhorPiorExperiência

Nenhum comentário:

Postar um comentário