sábado, 25 de março de 2017

#DiárioDaFaculdade: como é a rotina de um universitário #6

|| ||

     Diferente do que somos levados a acreditar, a vida na faculdade não é mais fácil que a vida no ensino médio. Tudo bem que na faculdade podemos chegar e ir embora a hora que quisermos (é... mais ou menos) e tem muita festa, mas as coisas não são tão boas assim.

1) Temos que estudar e ler muito
É sério, quando eu digo que é muita coisa, acredite, é muita coisa. Antes de entrar na faculdade eu não sabia o que era esse "muita coisa", só quando entrei que entendi: textos e livros semanais (de leitura difícil e chata) de todas as matérias para ler. As páginas variam de 30 à 400 páginas. Sim, nós temos 1 semana para ler um livro de 400 páginas (é quase impossível conseguir terminar de ler levando em conta a quantidade de coisas que tem para fazer).

2) Muitos trabalhos para fazer
Toda semana os alunos são brindados pelos professores com trabalhos. Eu juro que não sei de onde os professores tiram tanta criatividade para criar tema de trabalho, porque sério, TODA semana tem pelo menos 1 trabalho de cada disciplina. Ou seja, são em média 2 trabalhos por dia, 10 por semana. Ah, e quando acontece de não ter trabalho em uma semana, na semana seguinte tem trabalho em dobro para compensar (um professor louco já passou 2 trabalhos completamente diferentes para 1 dia).

3) Festa? Eu não, vou ficar em casa dormindo
As atividades da faculdade cansam tanto que quando chega o final de semana a única coisa que você quer é ficar em casa sem fazer nada, descansando, de tão esgotado que você está. Sair no final de semana ou ir à festas não é uma coisa que você cogita.

4) Chegar na faculdade a hora que quiser? Só se você quiser ser reprovado
Quem foi que disse que você pode chegar a hora que quiser na faculdade esqueceu de falar que se você fizer isso, o professor te marcará e fará de tudo para te reprovar. É sério. Os professores não vão te impedir de entrar na sala ou vão dar bronca, eles simplesmente vão te dar um "boa dia" cínico ou vão te ignorar, fingindo que não viram que você chegou tarde, mas sim, eles viram que você chegou tarde e pode ter certeza que anotaram no bloquinho deles, para caso um dia você pedir ponto para eles ("lembra aquele dia que você chegou tarde na minha aula? Então rsrsrs"). Ou seja, para o seu bem, chegue no horário. Não sabemos se um dia precisaremos dele, e, além disso, professores são pessoas influentes, a todo momento eles indicam bons alunos para estágios e trabalhos em empresas grandes e famosas (e até em empresas não famosas. O fato é que qualquer experiência vale).


     Resumindo: a rotina de um universitário é acordar cedo para ir à faculdade, assistir às aulas, estudar chegando em casa, fazer trabalhos e seminários, e estudar mais. Isso, é claro, se você quer ser um bom profissional e quer se destacar na sua área, porque se você não quiser, esquece tudo o que falei, a sua rotina vai ser bar todos os dias depois da aula e passar a faculdade inteira sem ler 1 texto ou livro; mas te garanto, que as suas oportunidades não chegarão nem perto das oportunidades daquele colega que estudou e se dedicou a faculdade inteira.
     Mas e as provas? Na minha faculdade, pelo menos, as provas não são aquelas provas tradicionais, onde o professor faz perguntas e o aluno responde. Na minha faculdade, os alunos são avaliados pelas fotos que tiram (fotojornalismo), textos que escrevem (matérias, resenhas, textos críticos), seminários que apresentam, milhões de trabalhos que fazem e participação nos debates realizados em sala. Alguns desses trabalhos são muito mais difíceis que a prova tradicional, então, em alguns casos, bate aquela saudade da prova tradicional.
     Apesar de ter uma rotina louca, a faculdade é uma época muito boa que deve ser vivida intensamente #AproveiteComResponsabilidade

Espero ter esclarecido as dúvidas de vocês sobre a rotina de um universitário. Se você ainda tiver alguma dúvida, é só deixar nos comentários que responderei. Kisses and hug.

Nenhum comentário:

Postar um comentário