sexta-feira, 28 de abril de 2017

Porque eu sou contra a greve geral do dia 28/4 #DigaSimAConversa #DigaNãoAOpressão

|| ||

     Hoje, dia 28 de abril, vai acontecer uma greve geral em todo o Brasil com o pretexto de ser uma manifestação contra a Reforma da Previdência e a Reforma Trabalhista que o governo Temer está querendo implantar.
     Sem partidarismo, decidi fazer um post com os meus motivos para ser contra a greve geral.

1. Não aguento mais manifestações
Em São Paulo toda semana tem manifestação. Toda semana grupos ocupam a Paulista para protestar contra alguma coisa e, muitas vezes, essas manifestações são expressivas ou violentas, fazendo com que o transporte público pare de funcionar e as aulas na faculdade sejam suspensas, prejudicando-me, porque além de ficar sem aula naquele dia, preciso repor as aulas outro dia, atrasando o término do semestre.

2. Não existe um motivo coletivo
Em São Paulo, pelo menos, não existe um motivo coletivo para a greve. Cada pessoa vai por seus motivos individuais e a manifestação acaba virando baderna, justamente por cada um estar lutando por interesses pessoais e não coletivos. Isso acaba sendo prejudicial para a própria greve, que perde credibilidade e força; mas é bom para os partidos políticos que estão organizando a greve, porque para eles importa o número de pessoas que está lá, e não, os motivos.

3. Partidos políticos estão enganando o povo
Os partidos políticos que estão por trás da greve falaram que a greve é contra a Reforma da Previdência e a Reforma Trabalhista, mas a verdade é que essa greve é para apoiar o PT (Partido dos trabalhadores) e defender o Lula (ex-presidente), sem falar que é uma forma de pressionarem o governo, falando que tem força.


     Eu acho que todos têm que lutar pelos seus direitos, têm que exigir melhorias, de uma forma geral,  têm que lutar por um país melhor, mas para o bem deles mesmos, para serem ouvidos, acho que a melhor solução seria fazer 1 manifestação só, uma única e grande manifestação. Preocupando-se em fazer apenas 1 manifestação, haverá mais organização, podendo haver uma maior divulgação, que atrairá mais pessoas que se identificarem com o ideal, fazendo mais barulho, consequentemente, tendo uma maior repercussão. Uma manifestação grande é muito mais repercutida que várias manifestações pequenas.


Bem, esse é o meu posicionamento. Se algum leitor quiser se manifestar sobre a sua posição, fique à vontade para faze-lo nos comentários. Uma discussão saudável é sempre muito bem-vinda. Acho essencial haver uma trocar ideias com pessoas que não pensam como você, porque essas pessoas, geralmente, mostram um lado que você não viu, e conversar, discutir, trocar ideias, faz parte do crescimento humano e intelectual. Diga sim à conversa. Diga não à opressão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário