segunda-feira, 15 de maio de 2017

Variância linguistica no Brasil + dicionário de gírias

|| ||

     Uma característica marcante do Brasil é a miscigenação de seu povo. No passado, o Brasil foi colônia de Portugal e como herança ficou a língua portuguesa.
      Com 8.516.000km², o Brasil recebeu europeus, africanos e asiáticos em diferentes regiões de seu território. Ficados no Brasil e reconstruindo suas vidas, esses imigrantes foram importantes para a transformação que aconteceu na língua portuguesa, que ficou mais “abrasileirada”.
      Com essa transformação, cada uma das 5 regiões do Brasil – Norte, Nordeste, Centro-Oeste, Sudeste e Sul – desenvolveu suas próprias palavras, que poderiam ficar restritas àquela região ou poderiam se espalhar pelo resto do país.
      Muitos anos de passaram desde que isso aconteceu, porém hoje, melhor que nunca, as variâncias regionais do português podem ser observadas.
      Catorze pessoas* de diferentes estados do Brasil foram convidadas para conversar sobre as variações linguísticas no Brasil. A conversa aconteceu da seguinte maneira: fotos de comidas, objetos e estruturas eram mostradas para cada um dos convidados, que falava como aquela coisa era chamada em suas cidades. O resultado foi muito enriquecedor.



     Esse resultado tão enriquecedor só foi possível graças a imensidão territorial do Brasil, um país onde, apesar de todos falarem português, abriga uma incrível diversidade linguística.


Dicionário de gírias:

BELÉM (PA)
- “égua”: “nossa”. Usado em todas as circunstâncias – alegria, raiva, admiração, descontentamento
- “levou o farelo”: “se deu mal”
- “diacho”: usado para expressar desapontamento
- “arreda aí”: “chega um pouco pra lá”
- “frescando”: fazer graça, exibir-se


SÃO LUÍS (MA)
- “qualira”: “gay”
- “dále”: bater
- “piqueno”: moleque
- “canhenga”: “mão de vaca”
- “zilado”: rápido


SALVADOR (BA)
- “aleive”: mentira
- “apoquentado”: nervoso, irritado
- “brocô”: desorientado
- “atoleimado”: lerdo
- “astuciar”: inventar historias


CUIABÁ (MT)
- “véi”: vocativo usado para se referir à alguém
- “sacou?”: “entendeu?”
- “miar”: combinar algo e não fazer
- “trem”/ “troço”: usado para se referir à algum objeto
- “massa”: “legal”


CAMPO GRANDE (MS)
- “seloco”: “você é louco”
- “encher o bucho”: comer demais
- “pior”: palavra usada para concordar com alguém. Sinônimo de “é mesmo”
- “alas”: “nossa”
- “bagulho”: usado para se referir à algum objeto


SÃO PAULO (SP)
- “osso”: difícil
- “hp”: festa
- “rolê”: passeio
- “breja”: cerveja
- “truta”: sinônimo de “camarada”


VITÓRIA (ES)
- “poca fora”: ir embora
- “panha”: pegar
- “palha”: achar sem graça
- “cata”: roubar
- “qualé”: “qual é?”


CURITIBA (PR)
- “tri”: muito
- “dolangue”: mentira
- “piá do djanho”: “menino do Diabo”
- “ospra”: “pô!”
- “pila”: dinheiro


*Agradecimento especial aos convidados que me ajudaram com a matéria fornecendo informações sobre suas cidades.

Nenhum comentário:

Postar um comentário